Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Teresa da Palma Pereira interpreta “a água como refúgio” em recital na Figueira da Foz | 28 de abril GRATUITO

 

A água e as emoções associadas ao imaginário popular são o mote do recital de piano que Teresa da Palma Pereira vai levar à Figueira da Foz este domingo, 28 de abril. Um ano volvido sobre a homenagem prestada à personalidade ímpar de Madalena de Azeredo Perdigão, por ocasião do centésimo aniversário do seu nascimento, a Figueira da Foz volta a acolher um recital da pianista lisboeta em que esta interpreta a “água como refúgio e superação” e as “emoções do corpo que dança e sobrevive”. 

 

O programa da pianista está divido em dois atos: um primeiro ligado ao romantismo, com composições de Chopin e Liszt; e uma segunda parte inspirada na dança, com composições do bailado russo de Tchaikovsky e Rimsky-Korsakov, e do espanhol Albéniz, ligado ao flamenco. “É como se o público visse dois recitais num só”, resume Teresa da Palma Pereira. O novo programa de Teresa da Palma Pereira sobe ao palco do Auditório Madalena Biscaia Perdigão, no dia 28 de abril, pelas 17:00, e é gratuito.