Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

TREETOP WALK: UM DOS PROJECTOS PAISAGISTICOS MAIS RELEVANTES DO MUNDO, SEGUNDO A ARCHITECTURAL RECORD

Fundada em 1891, a Architectural Record, a mais antiga revista de arquitetura e design dos Estados Unidos, apresenta mensalmente artigos sobre obras e intervenções arquitetónicas que marcam a arquitetura e a paisagem global. Esta revista centenária é hoje considerada a maior referência no registo da história e memória da arquitetura nos últimos 125 anos. Anualmente, os seus editores selecionam projetos dos cinco continentes que se destacam nas suas áreas. Em 2020, o Treetop Walk, no Parque de Serralves, a par de outros sete projetos, é um dos destaques da Architectural Record.

 

Após terem publicado um vasto artigo sobre o Treetop Walk do Parque de Serralves em outubro passado, os editores da Architectural Record selecionam agora este projecto assinado pelo arquiteto Carlos Castanheira, como um dos mais relevantes projetos paisagísticos do mundo, em 2020.

 

Num texto pontuado por imagens do fotógrafo Fernando Guerra que destacam o diálogo impressionante entre o Treetop Walk e a paisagem densamente arborizada do Parque de Serralves, Carlos Castanheira explica que foi buscar a sua inspiração a essa mesma densidade arbórea. "A ideia já estava no local. Só precisava de a encontrar". Da mesma forma, o arquiteto descreve a sua satisfação por esta estrutura elevada, tirando partido da topografia irregular, permitir a experiência de ver o chão do alto como que transmitindo uma sensação de profundidade em vez de altura. "É quase como se fosse a terra que escapa aos nossos pés”, descreve Carlos Castanheira.

 

Questionado sobre o desafio de construir uma estrutura destas dimensões e complexidade numa zona verde tão densa, Castanheira realça ter sido "uma operação cirúrgica", não tendo sido derrubadas árvores no local. "Para mim, parece que (…) sempre esteve ali presente", referiu o arquiteto. "E era essa a intenção".

 

A Architectural Record destacou ainda a intenção de Serralves em explorar o Treetop Walk fundamentalmente como uma  ferramenta didática, na esperança de que os visitantes apreendam mais sobre a biodiversidade do parque,  a partir de uma perspetiva única.