Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Uma Noite na Lua, de 3 a 31 de Agosto, Estúdio Time Out - Interpretação de Pedro Hossi e encenação de António Terra

UMA NOITE NA LUA

 

3 A 31 DE AGOSTO, 20H

ESTÚDIO TIME OUT, LISBOA

 

Interpretação: Pedro Hossi

Encenação: António Terra

Texto: João Falcão

Revisão: José Eduardo Agualusa

 

 

Sinopse

 

Uma Noite na Lua é um monólogo que fala de um escritor sem um único título publicado que luta para terminar uma peça sobre um homem solitário. A personagem processa as suas ideias em cima de um palco e vive atormentado pela recordação de Berenice, a sua ex-mulher.

 

Uma peça cómica, poética, dramática e romântica ao mesmo tempo.

 

O texto, escrito por João Falcão, arrebatou diversos prémios e foi um grande sucesso junto do público e da crítica. No Brasil contou com duas montagens e interpretação de dois grandes atores: Marco Nanini e Gregório Duvivier.

 

Em Portugal será interpretado por Pedro Hossi e encenado por António Terra, com adaptação de texto de António Terra e Pedro Hossi, revisão de José Eduardo Agualusa e produção por H2N – Hugo Nóbrega.

 

Sobre Pedro Hossi, o intérprete:

 

Pedro Hossi nasceu em Luanda, Angola. Com 2 anos de idade veio viver para Portugal com a sua família.

 

Aos 19 anos inicia a sua carreira no Teatro fazendo uma peça no universo de Nelson Rodrigues. Em 2002 vai para Nova Iorque estudar no prestigiado Lee Strasberg Theatre Institute recebendo uma distinção de mérito no final do curso. De seguida vai para Paris onde faz Teatro sob a direcção do encenador Americano Jack Waltzer. Em 2009 faz a sua primeira longa metragem como protagonista no filme Borderline, projecto este que foi rodado entre o México e os EUA. Segue-se O Grande Kilapy de Zezé Gamboa, filme que teve a sua estreia mundial no festival de cinema de Toronto. Fez parte também do filme Phantom realizado por Todd Robinson, actuando ao lado de Ed Harris, David Duchovny e William Fichtner. Nos últimos anos Hossi fez uma série de projectos de televisão e cinema em Portugal trabalhando para a RTP, SIC e TVI, acumulando vários prémios de Actor do Ano em Angola. 

 

Mais recentemente fez parte do filme Sérgio, realizado por Greg Barker e produzido pela Netflix, ao lado de Wagner Moura e Ana de Armas, dando vida à personagem de Xanana Gusmão.

 

Neste momento está envolvido em vários projectos de Cinema, Teatro e Televisão.

 

Sobre o Encenador, António Terra:

 

Nasceu no Rio de Janeiro em 1968. É luso-descendente, formou-se como ator na CAL - Casa das Artes de Laranjeiras (R.J / Brasil).

 

No Brasil, entre 1995 e 1999, trabalhou com o “Grupo Hombu”, a “Companhia Ópera Seca” de Gerald Thomas e com o premiado Diretor Luiz Carlos Ripper, entre outros.

 

Em Portugal, onde vive desde 2000, encenou mais de trinta peças de teatro, entre elas: “O auto da Compadecida”, "Cenas Suburbanas”, “Navalha na Carne”, “Cabaret Amélia” e “Novas Diretrizes em Tempos de Paz”.

 

Ná área da interpretação já actuou em Teatro, Cinema e Televisão. Representou em duas séries da RTP,  O Crime e Segredo de Justiça.

 

Em 2004, fundou a Companhia de Actores (Medalha Municipal de Mérito – Grau Prata 2010).

 

Foi Director Artístico do Auditório do Ramo Grande nos Açores, Teatro Municipal Amélia Rey Colaço – Oeiras, Templo da Poesia no Parque dos Poetas – Oeiras, mentor e Director do projecto “AMPLIARTE – cultura e intervenção social” (Prémio Boas Práticas Autárquicas - Fundação Calouste Gulbenkian 2008), mentor e Director Artístico de duas edições MITO – Mostra Internacional de Teatro de Oeiras (2009/2010), Festival POEIRAS da língua portuguesa no Parque dos Poetas – Oeiras (2016/ 2017) e do projecto POÉTICAS – culturas e identidades no Templo da Poesia (2018/ 2019).

 

Sobre H2N - Hugo Nóbrega, produtor:

 

A sua área de intervenção tem sido na conexão entre Cultura, Talento e Marcas. Recentemente foi distinguido pela Time Out como Lisboeta do Ano de 2019, ano em que propôs ao actor Ivo Canelas a interpretação da peça Todas as coisas maravilhosas e em que trouxe a Portugal e trabalhou com novos nomes internacionais em formato de estreia nacional, como o músico prodígio Jacob Collier ou os humoristas Jimmy Carr, Louis CK e o actor Gregorio Duvivier.

 

Fundador da H2N  - Culture Connectors, que celebra 20 anos em 2021, trabalha a Cultura nas suas mais variadas extensões, que vão desde a cultura corporativa, de marca e de curadoria, programação e produção cultural.

 

Ficha Técnica:

 

Texto: João Falcão

Adaptação de texto: António Terra e Pedro Hossi

Revisão: José Eduardo Agualusa

Encenação: António Terra

Interpretação: Pedro Hossi

Produção: H2N/ Estúdio Time Out

Cenografia: António Terra

Desenho de luz: Paulo Sabino

Figurino: João Telmo

Design Gráfico: H2N- Joana Figueirôa

Fotografia: Pau Storch

Maquilhagem: Margarida Sequeira

Duração: 70 minutos

Temporada: 3 a 31 de Agosto, 20h, Terça a sexta–feira, M/12

Local: Estúdio Time Out

Capacidade da sala: 100 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.