Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

UMA SEMANA PARA CELEBRAR O MUNICÍPIO DE LOULÉ

8239896ec3e3e4ca35af1b32be218593

De 13 a 20 de maio, decorre a Semana do Município de Loulé, com um conjunto de atividades promovidas para comemorar mais um aniversário do maior concelho algarvio, que se assinala na Quinta-Feira de Ascensão/Dia da Espiga, a 18 de maio.

As celebrações arrancam a 13 de maio, sábado, com o 24º aniversário da elevação de Quarteira ao estatuto de cidade. A inauguração do Edifício Sociocultural de Quarteira, na Praça do Mar, e a assinatura de um protocolo entre o Município de Loulé e a GNR no âmbito da segurança em Vilamoura, são as principais iniciativas previstas.

A Cerca do Convento do Espírito Santo, em Loulé, irá receber todas as sessões públicas integradas no programa, num espaço que será aberto à população em geral. A primeira acontece a 15 de maio, pelas 17h00, com a cerimónia de entrega dos Prémios IAPMEI e a distinção de empresas do concelho de Loulé com o estatuto PME Líder/ PME Excelência que têm contribuído para alavancar a economia local.

Também os funcionários da Autarquia serão reconhecidos e, à semelhança do que tem vindo a acontecer nos últimos anos, os trabalhadores com 25 e 35 anos de casa irão receber uma medalha. A cerimónia acontece dia 17, pelas 18h00.

O Dia da Espiga ou Quinta-Feira de Ascensão – este ano a 18 de maio - marca o Dia do Município de Loulé, o ponto alto dos festejos. Depois do hastear da Bandeira Nacional e Hino Nacional, a partir das 10h00 realiza-se a cerimónia solene, com um carácter mais protocolar, em que o autarca Vítor Aleixo fará um discurso de balanço do trabalho realizado.

Ainda durante a manhã, o Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários Associação Portuguesa de Escritores/CM Loulé será atribuído a Miguel Esteves Cardoso. O autor vai estar em Loulé para receber este galardão que é já uma referência no que toca a este género literário, e que nesta edição distingue o livro “Independente Demente”

Já à tarde as atenções viram-se para o interior do concelho e para a freguesia de Salir, onde decorre a Festa da Espiga. Tradição que remonta à década de 60 do século XX, com a sua criação pelo salirense José Viegas Gregório, este evento traz um desfile etnográfico com a principal atividade agrícola desta freguesia serrana. Música, gastronomia, artesanato e boa disposição são motivos para uma visita a Salir.

No dia 20 de maio, pela manhã, o antigo presidente da Junta de Freguesia de Almancil João Martins e o dirigente associativo Hermes Alberto darão nome a duas ruas na vila de Almancil, homenagem realizada a título póstumo a duas personalidades que se destacaram nesta freguesia do concelho de Loulé.

o programa comemorativo encerra com mais uma entrega de medalhas aos Agraciados, figuras ou entidades que se destacaram nas mais diversas áreas de atividade, alcançando notoriedade pública e, desta forma, contribuindo para elevar o nome deste Município. Este ano serão 15 os medalhados, numa cerimónia que acontece igualmente no dia 20 de maio, mas pelas 15h30.

Razões não vão faltar para festejar Loulé, um concelho pujante que tem assumido nas últimas décadas a dianteira do desenvolvimento regional, acolhendo diversas infraestruturas em áreas como a segurança e proteção civil, saúde, cultura ou educação, promovendo assim o bem-estar e qualidade de vida dos seus cidadãos.