Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

UMA TARDE COM DAVIDE CARNEVALI

UMA TARDE COM DAVIDE CARNEVALI

No Teatro da Politécnica a 5 de Julho às 15h30

Inscrições até 14 de Junho para: abento@artistasunidos.pt – Andreia Bento

Preço: 10€

image003.jpg

 

A propósito da estreia de VARIAÇÕES SOBRE O MODELO DE KRAEPELIN de Davide Carnevali, o dramaturgo italiano irá estar no Teatro da Politécnica a 5 de Julho para orientar uma sessão de trabalho sobre o tempo e a história enquanto problemas dramatúrgicos, filosóficos e políticos. A sessão, que será falada em castelhano, tem o custo de 10€ e é destinada preferencialmente a profissionais e estudantes de Teatro, até ao limite de 20 participantes. As inscrições podem ser enviadas, juntamente com Curriculum Vitae, para Andreia Bento – abento@artistasunidos.pt. Inscrições até sexta-feira 14 de Junho.

 

Tempo e história: um problema dramatúrgico, filosófico e político

 

Porque estamos habituados a conceber o tempo como um segmento de linha que começa num ponto e termina num outro? Onde começa uma história? Como se deveria desenrolar? E quando deve acabar? Neste seminário, refaremos a tradição dramatúrgica ocidental e descobriremos que os conceitos de "tempo" e "história" são instrumentos de representação da realidade condicionados por uma precisa concepção filosófica, religiosa, política, mas também económica.

 

Davide Carnevali

 

DAVIDE CARNEVALI começa a trabalhar como dramaturgo assistente do monólogo Il Conte Aigoi, em 2003. Depois de algumas encenações no circuito alternativo de Milão, no início do milénio, o reconhecimento internacional surge com Variações sobre o modelo de Kraepelin. Carnevali é o primeiro autor italiano convidado na secção de dramaturgia (Stückemarkt) do prestigiado festival alemão Theatertreffen. Variações sobre o modelo de Kraepelin foi representada na Argentina, em 2011, no circuito alternativo e no Teatro Nacional Cervantes, em Buenos Aires; em França, em 2012, no Théàtre National Populaire de Lyon; em Espanha, no mesmo ano, na Sala Beckettl, em Barcelona; no Teatro Nacional da Estónia, em 2013 e no Teatro Nacional da Roménia, em 2015. Sweet Home Europa,  primeira parte  de um díptico sobre a Europa, estreou em 2012, na Schauspielhaus Bochum. Em 2013, Carnevali foi incluído entre os 35 autores mais representados do Stückemarkt Theatertreffen em Berlim, que para a ocasião encomendou Goodbye Europa. Lost words. A primeira produção italiana de Sweet Home Europa foi no Stabile di Roma, em 2015. No mesmo ano, o trabalho  foi apresentado na Argentina, e, em 2018, em Lisboa, no Teatro Nacional D. Maria II, com encenação de João Pedro Mamede. Ainda em 2018, os Artistas Unidos apresentam, no Teatro da Politécnica, Retrato de Mulher Árabe Que Olha o Mar, com encenação de Jorge Silva Melo. Em França, o texto foi apresentado no Théâtre de la Ville e na Comédie-Française em Paris, sob a forma de leitura. Do autor, em Portugal, está editada Sweet Home Europa (TNDM/Bicho do Mato) e Retrato de Mulher Árabe Que Olha o Mar / Variações sobre o modelo de Kraepelin (Livrinhos de Teatro nº 121, Artistas Unidos / Cotovia). Os seus trabalhos foram apresentados em vários festivais e  traduzidos em catalão, estónio, flamengo, francês, grego, inglês, polaco, português, romeno, russo, espanhol, alemão e húngaro. Entre os teatros que têm produzido obras suas estão: o Centro Dramatique National de Nancy, Eesti Dramateater, ERT - Emilia Romagna Teatro, Piccolo Teatro di Milano, Schauspielhaus Bochum, a Staatsoper Unter den Linden, Teatro Nacional da Catalunha, Teatro Nacional D. Maria II, Teatro di Roma, Teatro Franco Parenti, Teatro Stabile di Turim, Teatrul Nationali Iasi, Teatro Nacional Popular de Lyon.

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.