Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Vale da Amoreira: “Curtas-Migratórias” no Centro de Experimentação Artística

e-card_curtasMigratorias_18-moita.jpg

 

O Centro de Experimentação Artística do Vale da Amoreira recebe, no dia 9 de dezembro, pelas 16:30h, a longa-metragem “Curtas-Migratórias”, de António-Pedro.

 

Sinopse

“Curtas-Migratórias” é uma longa-metragem que resulta da compilação de seis curtas-metragens: Vida por Vida, Amor e Ira, Luta, Visita Guiada, Sobre Viver e Boleia. Desde a ficção ao documentário, o que têm em comum são o ponto de partida: o território e as migrações. São histórias reais, e/ou baseadas em factos autênticos, realizadas por jovens que mergulharam no seu bairro, em si próprios e nas suas famílias. Os filmes foram escritos, filmados, interpretados, montados e musicados ao vivo pelos participantes na formação “Do Filme à Música”, uma oficina intensiva de duas semanas, orientada por António Pedro, na Quinta do Conde, Outurela/Portela de Sacavém, 2º Torrão, Vale da Amoreira, Barreiro e Santarém, entre novembro de 2017 e julho de 2018. Esta série de oficinas e filmes foram produzidas pela Caótica, no âmbito do projeto ODISSEIA da Artemrede, financiado pelo programa Partis, da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

A ARTEMREDE é um projeto de cooperação cultural que tem como missão promover a qualificação e o desenvolvimento dos territórios onde atua, valorizando o papel central dos teatros e de outros espaços culturais enquanto polos dinamizadores e promotores das artes e da cidadania. Integram atualmente a ARTEMREDE os municípios de Abrantes, Alcanena, Alcobaça, Almada, Barreiro, Lisboa, Moita, Montijo, Oeiras, Palmela, Pombal, Santarém, Sesimbra, Sobral de Monte Agraço e Tomar.

 

Entrada Livre LIVRE | M/12 | Duração: 1h30m

Realização: António-Pedro e participantes da Formação “Do Filme à Música”

Mais informações https://www.facebook.com/events/2379343425413689/