Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Verdade e consequência: ciclo de conversas

Nó (créditos António Santiago).jpg

 

Entre 17 de Novembro e 12 de Janeiro, a Companhia Mascarenhas-Martins apresenta um ciclo de conversas online sobre decisões e as suas consequências na construção dos percursos individuais. A partir de diferentes perspectivas, discutir-se-á os limites da liberdade de escolha no que diz respeito à construção da identidade profissional e pessoal. Da psicologia à política, passando pela sociologia, pelo direito, pelo desporto e pelas artes, os convidados serão instigados a partilhar os seus conhecimentos e experiências. 

 

A primeira conversa, que contará com o jornalista e dramaturgo Miguel Branco, fará a ligação entre o novo projecto da Mascarenhas-Martins e o espectáculo anterior, “Há dois anos que eu não como pargo”, em que o tema das decisões também era abordado. Uma semana depois, será a vez de Vera Borges, socióloga, professora e investigadora, que tem dedicado muitos dos seus trabalhos ao trabalho no teatro e aos desafios que se colocam aos profissionais das artes, tendo publicado livros como “O mundo do teatro em Portugal”, “Teatro, prazer e risco”, entre outros. Seguir-se-á uma conversa com Luís Chambel Martins, licenciado em Direito e em Psicologia e mestrando em Psicologia Clínica, que incidirá sobretudo sobre a maneira como a psicologia pensa o processo de tomada de decisões. Os restantes convidados serão entretanto anunciados pela Mascarenhas-Martins.


17 de Novembro 2020 a 12 de Janeiro 2021, nas redes sociais (facebook.com/mascarenhasmartins)
Terças-feiras às 21h30

 

Moderação: Levi Martins
Mediação artística e cultural: Beatriz Sequeira 

 


Texto e encenação: Maria Mascarenhas
Com: André Alves, André Reis, João Jacinto, Pedro Nunes e a voz de Miguel Branco

Parceiro Institucional: República Portuguesa – Ministério da Cultura
Apoio: Câmara Municipal do Montijo, Câmara Municipal de Setúbal, Junta de Freguesia da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro, Sociedade Filarmónica 1.º de Dezembro 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.