Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Visita orientada ao Museu do Oriente para descobrir a história de Turandot | 22 janeiro | 19.30

Visita orientada ao Museu do Oriente para descobrir a história de Turandot

 

turandot2.jpg

 

Turandot, a última ópera de Giacomo Puccini (1858-1924), dá o mote a uma visita orientada ao Museu do Oriente, sexta-feira, 22 de Janeiro, às 19.30, para um encontro com as peças em exposição que ilustram o enredo desta conhecida obra do repertório lírico.

 

Composta em três actos, a ópera conta a história da princesa chinesa Turandot, filha do Imperador Altum, que odeia todos os homens e jura que jamais se entregará a um, devido a um terrível acontecimento ocorrido na família imperial e que a traumatizou para sempre. O seu pai, porém, exige que ela se case por razões dinásticas e por respeito à tradição. A princesa concorda, com a condição de propor três enigmas a todos os pretendentes, que pagarão com a vida caso não acertem nas respostas. A crueldade e a frieza da princesa não fazem mais do que atiçar a paixão do Príncipe Desconhecido que decide arriscar a própria vida para conseguir a mão da orgulhosa princesa.

 

Com libreto de Guiseppe Adami e Renato Simoni, baseada numa peça de Carlo Gozzi, a ópera Turandot estreou no Teatro alla Scala em Milão (Itália), em 25 de Abril de 1926.

 

Depois de uma viagem ao Japão e à Índia através das óperas Madama Butterfly, de Giacomo Puccini, e de Lakmé, de Leo Delibes, “O Oriente de que as óperas falam” convida a conhecer mais uma história de amor do canto lírico passada na Ásia, imaginada por libretistas e compositores do Ocidente.

 

O Oriente de que as óperas falam - Turandot

Sexta-feira | 22 de Janeiro

Com Rui Felizardo

Horário: 19.30 às 20.30

Público-alvo: Maiores de 16 anos

Preço: € 6,00/ participante

Participantes: Mín. 5, Máx. 20