Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Wild Wild Gold| Um fim de semana de alto quilate| 30 de janeiro a 1 de Fevereiro

 

 

De sexta, dia 30 de janeiro, a domingo, dia 1 de fevereiro, a febre sobe ao Discovery Channel para um fim de semana dedicado à busca pelo metal precioso, que marcou a cultura americana desde finais do século XIX. Sob o título ‘Wild Wild Gold’ e com uma programação de alto quilate, o ecrã enche-se de garimpeiros, aventuras arriscadas e muita determinação em busca do sonho americano.

 

 

 

O ouro veio mudar o sonho americano, com uma promessa de riqueza instantânea e a sorte a substituir o esforço do trabalho. O sonho ganhou cambiantes de dourado, moldando a história do país e tornando-o naquilo que é hoje. No último fim de semana de janeiro, o Discovery Channel dedica-se às muitas febres do ouro inscritas na história americana e às várias que permanecem hoje ativas em vários locais do planeta, a comprovar que o sonho dourado se mantém vivo.

De sexta, às 13h05 começa a minissérie ‘A terra do ouro’,que relata o esforço dos pioneiros que, no final do século XIX, acorreram à Califórnia na ‘Grande Corrida ao Ouro’ – os lendários 49ers. Às 14h55, chegam os mais famosos pistoleiros com ‘As Lenda do Velho Oeste’, a serie que reconstituí a vida de personagens como Wyatt Earp, Billy the Kid e Jesse James.

De regresso ao presente, segue-se uma maratona da quarta temporada da ‘A febre do ouro’, o reconhecido espaço do Discovery, que mostra o trabalho arriscado e os problemas quotidianos dos vários grupos de exploradores norte-americanos, com as suas enormes máquinas e complexas técnicas de extração.

Às 19h10, chega ‘Klondike’, a primeira serie de ficção produzida pelo Discovery Channel. No ecrã estarão as aventuras de dois jovens em busca de fortuna durante a febre do ouro que, no final do século XIX, se estendeu a Yukón, no Canadá.

A programação dedicada ao sonho dourado termina no domingo, dia 1 de fevereiro, às 21h00, com a estreia da quinta temporada de ‘A febre do ouro’.

Nestes novos episódios, deparamo-nos com grandes mudanças na equipa de Parker: a chegada de novos mineiros, a determinação de objetivos ainda mais ambiciosos, a compra de novas máquinas, assim como a aplicação de novas técnicas de extração de ouro do subsolo. Será que este esforço por uma maior riqueza não irá revelar-se demasiado arriscado?

Parker elevou a sua fasquia a um novo máximo: conseguir 2 mil onças de oro, o equivalente a 2,5 milhões de dólares e ao dobro do objetivo da temporada anterior. Para alcançar esta nova meta, investiu tudo o que tinha, até ao último cêntimo. Quer chegar aos melhores filões e pede à sua equipa mais do que alguma vez tinha feito. Inclusive, consegue os serviços de um dos melhores profissionais da exploração rival, dirigida por Todd Hoffman.

Entretanto, o “braço direito” de Todd, Dave, já não aguenta mais e deixa-o para acompanhar as duas lendas do ouro Freddie e Derek Dodge. Sem a sua terra, a maioria do seu dinheiro, a sua equipa… Todd perdeu praticamente tudo e, pior, perdeu a sua dignidade. O seu sonho de ter uma exploração própria está praticamente destruído. Será ele capaz de se reerguer das cinzas? Ou estará acabado de uma vez por todas? Uma coisa é certa: não cairá sem dar luta.

 

‘Wild wild gold’ de 30 de janeiro a 1 de fevereiro no Discovery Channel

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.