Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

WOZEN STUDIO-GALLERY - NOVA EXPOSIÇÃO COLETIVA

Universo Surreal.jpg

 

“Universo Surreal - Entre o Delírio e o Absurdo” reúne artistas nacionais e internacionais com trabalhos além da lógica e da razão. De 26/11 até 20/01

 

Às vésperas do centenário da aparição do termo “surrealismo”, empregado pela primeira vez em 1917 pelo poeta francês Guillaume Apollinaire numa referência à performance do reconhecido ballet “Parade” - a peça do escritor Jean Cocteau que estreou em maio daquele ano no Théâtre du Châtelet, em Paris, e que contava com figurinos e cenários de Pablo Picasso -, e diante de um contexto tão “surreal” quanto a própria definição do movimento artístico escrito por André Breton e personificado na figura de Salvador Dali, a Wozen subverte a realidade e recorre ao onírico, ao lisérgico e ao inconsciente para dar vida a sua nova exposição: a coletiva “UNIVERSO SURREAL, a ser inaugurada no dia 26 de Novembro e que segue aberta ao público até 20 de Janeiro de 2017. Trata-se de uma lúdica e libertária viagem pela arte além da lógica e da razão - entre o delírio e o absurdo. Entrem!

O objetivo da exposição, mais que integrar promissores artistas e trabalhos além da lógica e da razão, é esmiuçar a relação entre fantasia e realidade e, deste modo, reverenciar a aparição do termo “surrealismo”, a realização do ballet “Parade” e o toque de Picasso no que veio a se consolidar como um subversivo movimento artístico e literário. Neste caso, a proposta é fugir do modelo convencional de apresentação e conduzir o público a uma nova dimensão, a uma nova definição de realidade e a um universo surreal, literalmente, seja ele figurado ou abstrato. Entre desenhos, pinturas, esculturas, performances e instalações, a viagem ao surreal passa pelo aspecto cenográfico do teatro e mostra-se como uma experiência mais imersiva, a considerar que, liberto da condição de espectador, o público também é convidado a vivenciar tal universo.

Alegria del Prado (ESP/MEX), Anna Doro (ALE), Carla Pinheiro, Heitor Correa (BRA), Jorge Charrua, João Pedro Lomelino, Lu Fortes (BRA), Nikolaus Fablrinner (ALE), Nuno Silas (MOZ), Cristiano Mangovo (ANG), Margarida Fleming, Sandra Simões (Incógnita), Salvador Salazar, Sebastião Lobo e Thomas Mendonça, Teresa Costa Gomes (Murta) e Madalena Braga.


WOZEN - A partir de um ideal coletivo e de uma libertária interpretação do “manifesto para cidadania mundial” (WOrldcitiZENship), no qual afirma-se que todo o individuo, em sua condição de ser humano livre, possui o direito de habitar qualquer lugar do planeta - uma real e harmoniosa aldeia global -, a Wozen assume-se como um território dedicado à pluralidade artística e ao seu essencial diálogo. Um espaço de fomento, de encontro e de disseminação da arte como um todo. Um estúdio-galeria vivo, multidisciplinar e, literalmente, sem fronteiras – residências, exposições e estúdio de tatuagem.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.