Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

X Festival "Música no Rio - Os Outros Sons do Fluviário"

image.jpg

 

Dez anos de “Música no Rio, Os Outros Sons do Fluviário”

Mário Laginha e Pedro Burmester, Elas e o Jazz, Joana Amendoeira, Sara Tavares. São estes os cabeças de cartaz da décima edição do Festival “Música no Rio, Os Outros Sons do Fluviário”, que decorrerá nos fins-de-semana de 12 e 13, 19 e 20 de Julho, no Parque Ecológico do Gameiro, em Cabeção, Mora.

A organização do evento, que cabe à Câmara Municipal de Mora, tem ao longo destes anos apostado em espectáculos que marcam pela diversidade e qualidade da oferta musical. O que na presente edição não será diferente.

Mário Laginha e Pedro Burmester, uma dupla de pianistas, unem no seu espectáculo o Jazz de Laginha e o clássico de Burmester. Um espectáculo que representa as diferentes inclinações musicais, experiências e o gosto pelo risco, partilhados entre ambos. Joana Machado, Marta Hugon e Mariana Norton transportam para o palco o amor comum pelo Jazz. O projecto intitulado Elas e o Jazz, recria o universo contêmporaneo da Broadway e dos clubes de jazz de Nova Iorque. Joana Amendoeira com o seu fado, apresenta um espectáculo evocativo de Ary dos Santos. A fadista cantará os fados que mais marcaram a obra do Poeta do Povo, imortalizados por outros, como Amália Rodrigues e Carlos do Carmo. Sara Tavares, hoje diferente do que nos mostrou há 20 anos atrás, criou com o tempo a sua própria sonoridade. Caracterizam-na a forte ligação às suas raízes cabo-verdianas, o seu amor pelo soul e a sua facilidade com a melodia, que no conjunto contribuem para que a sua música seja uma verdadeira música do mundo.

Com bilhetes com o valor simbólico de 1€, o Festival de Verão do Concelho de Mora acontece inserido no cenário natural e idílico do Parque Ecológico do Gameiro, junto ao Fluviário de Mora. Dez anos de Festival “Música no Rio – Os Outros Sons do Fluviário” com reconhecimento pela produção e organização do mesmo, que tem primado sempre pelo prestígio e pela envolvência entre a música erudita e o local onde acontece.

Uma aposta da Câmara Municipal de Mora, que conta, mais uma vez, com a Antena 1 como rádio oficial do Festival.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.