Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

XX edição do Grande Prémio de Literatura dst distingue trabalhos em prosa | Candidaturas até 31 de Março | Prémio de 15 mil euros

Reconhecimento com um valor pecuniário de 15 mil euros

 

XX edição do Grande Prémio de Literatura dst

distingue trabalhos em prosa

*Obras concorrentes, de autores nascidos e residentes em Portugal, devem ser entregues até ao próximo dia 31 de março

 

Estão abertas as inscrições para o Grande Prémio de Literatura dst, uma das mais relevantes distinções na área das letras em Portugal e que este ano tem como objetivo premiar uma obra em prosa, publicada no biénio 2013/14. Com um valor pecuniário de 15 mil euros, o Grande Prémio de Literatura dst chega este ano à sua vigésima edição, escrevendo a letras de ouro mais um capítulo de uma história que já distinguiu nomes como Jacinto Lucas Pires, Francisco Duarte Mangas, Nuno Júdice ou Maria Velho da Costa.

 

Funcionando de forma rotativa entre géneros, distinguindo numa edição uma obra em prosa e na seguinte uma obra em poesia, este prémio assume-se já como uma referência incontornável no panorama cultural nacional, contribuindo de forma decisiva para a promoção da leitura e do trabalho dos autores portugueses. Obras maiores como “Geometria Variável”, de Nuno Júdice, “Fantasia para dois coronéis e uma piscina”, de Mário de Carvalho, ou “Vidas Vencidas”, de Maria Ondina Braga, receberam o reconhecimento público do Grande Prémio de Literatura dst, que a cada edição vê crescer o número de participantes, numa clara afirmação da importância e reconhecimento que este prémio tem vindo a merecer.

 

Nesta vigésima edição, são considerados todos os domínios da prosa narrativa, sendo que o envio das obras a concurso deverá ocorrer até ao próximo dia 31 de março. O júri, este ano constituído por Vítor Manuel de Aguiar e Silva, José Manuel Mendes e Carlos Mendes de Sousa, escolherá as cinco obras finalistas do concurso até 15 de maio de 2015, e a decisão final, por maioria ou unanimidade, será tomada até final do mesmo mês. No entanto, o prémio poderá não será atribuído se o júri entender que nenhuma das obras a concurso o justifica, como aconteceu, aliás, na edição de 2011.

 

Assumindo-se já como um momento marcante da literatura portuguesa, o Grande Prémio de Literatura dst será entregue ao vencedor numa cerimónia a realizar durante a inauguração da Feira do Livro de Braga, um evento que também conta com um forte apoio por parte do grupo dst. A celebração da escrita enquanto veículo de progresso social encontra assim neste prémio um impulso decisivo para que os autores nascidos e residentes em Portugal encontrem um porto seguro para a sua criatividade e uma âncora para projetos futuros.

 

Afirmação cultural

Ao apostar há duas décadas na atribuição deste prémio literário, o grupo dst reforça o seu papel de mecenas cultural, uma área que, não obstante estar longe do core business da empresa, se tornou parte indissociável do seu ADN, refletindo-se de forma mais visível na sua assinatura de marca, building culture. A promoção das artes, enquanto reflexo e motivo de reflexão do mundo contemporâneo, é também uma forma de o grupo dst pensar os seus modelos de negócio e de intervenção social. Iniciativas como o Prémio Internacional Emergentes dst, na área da fotografia, o apoio ao Theatro Circo ou o inovador projeto shair (uma plataforma online para promoção e comercialização de obras de novos valores das artes plásticas), fazem desta empresa bracarense um caso único no lançamento de pontes entre campos aparentemente tão diversos, mas que, afinal, encontram múltiplos pontos de contacto.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.